Um festival que busca reeducar, preservar e fortalecer a essência da humanidade. A 4 ª edição do Festival da Sustentabilidade foi o ponto alto do feriado de 07 de setembro.

Começando no dia 06 de setembro, a abertura com o show de Leo Viramundo trouxe o público para a Praça do Suspiro, mesmo com o frio e a chuva fina. A música rolou até mais de meia noite comandada pelas bandas Opium e Ziguibrothers. Desde o início, o Mercado Central Sustentável atraiu pessoas de toda a região com seus produtores locais.

O segundo dia começou com uma super aula de Yoga comandada pelo Estúdio Samsara, seguida de outras oficinas de compostagem, movelaria com bambu, reaproveitamento de retalhos, arquitetura de baixo impacto, permacultura urbana, energia solar e um quadro para discutir políticas públicas sustentáveis, que contou com a presença do poder público local.

Neste dia, 07, a música ficou sob responsabilidade de Olavo Viana, Braune Brothers, Camarada Matagal, Filhos do Zé e Tatila Krau, uma das atuais concorrentes ao título The Voice Brasil. A chuva do dia anterior não apareceu e o público se animou, lotando a praça até o último segundo. A presença de espectadores de todas as idades deixou o segundo dia ainda mais bonito e democrático.

As famílias, suas crianças e pets foram marca registrada deste dia. O gramado, montado em frente ao palco, foi o espaço perfeito para correr, brincar, deitar e curtir o lindo dia de domingo, com muito sol.

No último dia, o festival começou novamente com uma super aula de Yoga, desta vez comandada pelo Estúdio Ganesha, seguida por uma linda oficina de Super Sementes dedicada às crianças.

O coletivo ensinou, utilizando do imaginário infantil, quais tipos de semente temos na natureza e a função de cada uma. Logo após, reuniram os pequenos ao redor de uma mesa para a produção de bombas de sementes, criadas com argila e terra. Outras oficinas foram ministradas durante todo o dia e trataram de assuntos como a sustentabilidade do ser, cosmética natural, produtos alimentícios não convencionais e agroecologia.

O som do terceiro dia ficou nas mãos de DJ Bispim, Newton Couto, Capitão X e Nó Cego. Este último contou com a presença de Julia Vargas e embalou o público com tradicionais músicas de forró, incentivando até mesmo uma grande ciranda, que preencheu a praça com união e coletividade, espírito do Festival.

É de se admirar perceber que o Festival causa isso nas pessoas. Essa é a proposta e objetivo de um projeto que sempre busca agregar, conscientizar e unir as pessoas em volta de assuntos importantes para que possamos continuar aproveitando, com equilíbrio, de todos os benefícios que a natureza nos fornece.
  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

Ads

Você pode gostar

O que fazer em Nova Friburgo neste mês de Agosto

Dia 1º de agosto é celebrado o Dia Nacional da Suíça. Em Nova Friburgo, a data também é comemorada com uma programação variada e atividades gratuitas.

Contemplação de Estrelas em Amparo Nova Friburgo – Camp CANF

Uma noite de observação do céu no distrito de Amparo com os telescópios do Clube de Astronomia de Nova Friburgo

Mountains 2018

Um evento internacional que visa reunir pesquisadores, técnicos, formuladores de políticas e outros envolvidos com os múltiplos aspectos da realidade dos ambientes de montanha.

Livro Parque Estadual dos Três Picos

Uma obra incrível que retrata através de 240 páginas, 170 imagens e textos de 71 convidados especiais, toda a grandeza e importância do maior parque natural do estado do Rio de Janeiro.

Exposição de carros antigos movimentou o centenário Colégio Anchieta

Shows, cerveja artesanal e raridades atraem público para exposição de carros antigos no centenário Colégio Anchieta

Festa da Flor de Lúpulo

Nova Friburgo encontra uma nova vocação no agronegócio e o distrito de Amparo escreve mais uma de suas histórias.

X