Sete motivos para visitar o Parque Estadual dos Três Picos

,

O Parque Estadual dos Três Picos (PETP) é a dica master para você que quer apreciar a natureza. Seja para passar o dia relaxando ou desbravar os limites do corpo humano. O parque é referência para a prática de montanhismo e considerado o paraíso dos aventureiros.

O PETP localiza-se na região central do Estado do Rio de Janeiro. Compreende os municípios de Nova Friburgo (núcleo de montanha), Cachoeiras de Macacu (sede), Teresópolis, Silva Jardim e Guapimirim (núcleo operacional).

Separamos sete motivos para te fazer querer visitar essa joia na serra.

1 – É a maior unidade de conservação administrada pelo estado

Foto: Hugo de Castro (Reprodução/Inea)

O parque foi criado em 5 de junho de 2002 e ampliado em 2009. Atualmente, de acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), soma 65.113 hectares. É a maior unidade de conservação de proteção integral administrada pelo governo estadual.

2 – Água e ar puro para milhões de pessoas

A água das nascentes do parque abastece 15 municípios, somando mais de 2 milhões de habitantes. Suas matas asseguram a melhor qualidade do ar e o abrandamento da temperatura na Região Serrana e nas Baixadas Fluminense e Litorânea.

3 – É o ponto culminante da Serra do Mar

Foto: Wikimedia Commons

O seu nome evoca o imponente conjunto de montanhas graníticas denominado de Três Picos (Pico Menor, Médio e Maior). Este afloramento rochoso, de aproximadamente 2.316 m de altitude, localizado entre os municípios de Nova Friburgo e Teresópolis, é o ponto culminante de toda a Serra do Mar. Na sua base está o Vale dos Deuses, ponto de partida para as diversas trilhas existentes no parque.

4 – Trilhas e montanhas de peso

E por falar em trilhas, o local possui diversas delas. Da entrada do parque, uma primeira caminhada de uma hora leva ao Vale dos Deuses (1.700 metros). Área de camping grátis e base para seguir para cada pico. O acesso ao Pico Menor (2.260 metros) e ao Pico Médio (2.280 metros) exige três horas de caminhada difícil (vá com guia). Para chegar ao Pico Maior (2.316 m) e à Montanha do Capacete (2.000 metros), um do lado do outro, só se chega escalando.

Outras trilhas guiadas e mais leves levam à Caixa de Fósforo, pedra com cerca de 30 metros de altura que fica equilibrada em cima de um monte, e à montanha da Cabeça do Dragão (2.080 metros), com vista privilegiada de todo o conjunto de montanhas.

5 – Mais atividades e atrativos

Foto: Divulgação/Inea

Além de todas essas trilhas, o Parque Estadual dos Três Picos possui travessias, cachoeiras, mirantes e um cenário deslumbrante a cada momento no local. Eventos autorizados acontecem no parque e também programas realizados pelo próprio PETP e o Inea.

Um deles é o “Vem Passarinhar”. O programa tem o objetivo de estimular a prática de observação de aves, uma ferramenta importante para a conservação e gestão das unidades de conservação nessas áreas protegidas. Além da passarinhada, tem a Corujada, uma observação noturna.

6 – Respeito, preservação e amor à natureza

Foto: Banco de Imagem

Tudo isso com muito respeito e amor à natureza. Dentro de seus limites encontra-se o mais elevado índice de biodiversidade de todo o Estado do Rio de Janeiro. É considerada pelos especialistas uma região prioritária em termos de conservação.

O bom estado de conservação e a grande extensão das matas do parque garantem a existência de espécies animais significativas, algumas ameaçadas de extinção, como os gaviões e a onça-parda (símbolo do parque e indicador de ecossistemas bem preservados). Não podemos esquecer das orquídeas, bromélias e palmeiras, jacarandás e jequitibás (considerada a maior deste bioma, chegando à altura de um prédio de 20 andares).

7 – No inverno é ainda mais inesquecível

Foto: Evando Oliveira

O Parque Estadual dos Três Picos, segundo a Climatempo, registra a maior incidência de geadas no Estado do Rio de Janeiro, perdendo apenas para o Parque Nacional de Itatiaia, devendo a este fato a ocorrência de campos de altitude. Temperaturas negativas são frequentemente verificadas nos picos.

Na parte baixa do parque, os dias amanhecem com a vegetação coberta de gelo. Deixando a paisagem ainda mais marcante.


E aí? Não vê a hora de visitar o parque? Pois é, nós entendemos. O PETP funciona todos os dias, inclusive feriados, das 8h às 17h. O acesso do núcleo Nova Friburgo é pelo Km 46,5 da RJ-130 (direção Conquista).

Informações:
(21) 2649-6847
petp.usopublico@gmail.com

Anterior

Centro Excursionista Friburguense comemora 86 anos

Conheça a Rua das Rendas, nova área do Espaço Arp

Próximo

1 comentário em “Sete motivos para visitar o Parque Estadual dos Três Picos”

  1. Sem dúvida um lugar muito bonito e que conheço antes mesmo de ter virado parque em 2002, quando fiz muitas caminhadas ali. Vale a pena visitar!

    Responder

Deixe um comentário